TRADUTOR! TRANSLATE

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

COMO POSSO VENCER O PECADO EM MINHA VIDA CRISTÃ?

A Bíblia fala sobre os seguintes recursos dos quais dispomos para vencermos nossa natureza pecaminosa:

(1) O Espírito Santo – Um dom de Deus a nós (Sua igreja) para sermos vitoriosos em nosso viver cristão é o Espírito Santo. Deus contrasta os feitos da carne com o fruto do Espírito em Gálatas 5:16-25. Nesta passagem somos chamados a andar no Espírito. Todos os crentes já têm o Espírito Santo, mas esta passagem nos diz que precisamos andar no Espírito, cedendo ao Seu controle. Isto significa escolher “gastar a sola do sapato” seguindo as recomendações do Espírito Santo em nossas vidas ao invés de seguirmos a carne.

A diferença que o Espírito Santo pode fazer na vida de um crente é demonstrada na vida de Pedro, que, antes de estar cheio do Espírito Santo, negou a Jesus três vezes, e isto depois de ter declarado que seguiria a Cristo até a morte. Depois de estar cheio do Espírito, ele falou abertamente e fortemente sobre o Salvador aos judeus no Pentecostes.

A pessoa anda no Espírito à medida que procura não “abafar” as recomendações do Espírito
(“extinguindo o Espírito”, como descrito em I Tessalonicenses 5:19), e busca, ao invés disso, estar cheio do Espírito (Efésios 5:18-21). E como alguém fica cheio do Espírito Santo? Primeiro de tudo, é escolha de Deus, assim como era no Velho Testamento. Ele escolhia pessoas e acontecimentos específicos no Velho Testamento, para encher do Espírito indivíduos que ele elegeu para uma missão que ele queria cumprida (Genesis 41:38; Êxodo 31:3; Números 24:2; I Samuel 10:10, etc.). Creio haver prova em Efésios 5:18-21 e Colossenses 3:16 que Deus escolhe encher do Espírito aqueles que se abastecem com a Palavra de Deus, como evidenciado pelo fato de que o resultado de cada transbordamento do Espírito nesses versos é parecido. Assim, isto nos traz a nosso próximo recurso.

(2) A palavra de Deus, a Bíblia – II Timóteo 3:16-17 diz que Deus nos deu Sua Palavra para nos equipar para toda boa obra. Ela nos ensina como viver e no que acreditar, a nós revela quando escolhemos os caminhos errados, nos ajuda a voltarmos ao caminho certo, e nos ajuda a permanecer neste caminho. Como compartilha Hebreus 4:12, é viva e poderosa e capaz de penetrar em nossos corações para arrancar pela raiz o mais difícil dos problemas, aquele que, humanamente falando, não poderíamos vencer. O salmista discorre a respeito de seu poder que transforma vidas em Salmos 119:9,11,105 e outros versos. A Josué foi dito que o segredo de seu sucesso para vencer seus inimigos (uma analogia à nossa batalha espiritual) era não esquecer deste recurso, mas ao invés, meditar nele de dia e de noite para que a ele pudesse obedecer. Isto ele fez, mesmo quando o que Deus ordenou não fez sentido em termos de estratégia militar, e isto foi o segredo de sua vitória em sua batalha pela Terra Prometida.

Este comumente é um recurso que tratamos de maneira trivial. Damos prova disso ao levarmos nossas Bíblias para igreja ou ao lermos uma devocional diária ou um capítulo ao dia, mas falhamos em memorizá-la ou meditar nela, procurando aplicação em nossas vidas, confessando pecados que ela nos revela, louvando a Deus pelos dons que revela que Ele nos tem dado. Freqüentemente nos tornamos ou anoréxicos ou bulímicos quando se trata da Bíblia. Nos alimentamos com o suficiente para manter-nos vivos espiritualmente ao comermos da Palavra somente quando vamos à igreja (mas nunca ingerindo o suficiente para sermos cristãos saudáveis e prósperos) ou nos alimentamos freqüentemente, mas nunca meditando nela tempo suficiente para conseguir dela nutrição espiritual.

Se você não adquiriu o hábito de estudar a Palavra de Deus diariamente de uma forma significativa, e de memorizá-la ao encontrar passagens que o Espírito Santo marca em seu coração, é importante que você comece a habituar-se a fazê-lo. Também sugiro que você comece a escrever um diário (pode ser no computador, se você digita mais rápido que escreve) em um caderno espiral, etc. Crie o hábito de não parar de ler a Palavra de Deus até que tenha escrito algo que o beneficiou. Eu também sempre registro orações a Deus, pedindo a Ele que me ajude a mudar nas áreas que Ele me revelou. A Bíblia é a ferramenta que o Espírito usa em nossas vidas e na vida de outros (Efésios 6:17), uma parte essencial e importante da armadura que Deus nos dá para lutarmos em nossas batalhas espirituais (Efésios 6:12-18)!

(3) Oração – Este é um outro recurso essencial que Deus nos deu. Novamente, é um recurso que os cristãos mencionam mas dão uso muito pobre. Temos encontros de oração, momentos de oração, etc., mas a ela não damos o uso que a igreja primitiva exemplifica (Atos 3:1; 4:31; 6:4; 13:1-3, etc.). Paulo repetidas vezes menciona como ele orava por aqueles a quem ministrava. Quando estamos sós, nós também não usamos este grande recurso que a nós está disponível. Mas Deus nos deu promessas maravilhosas a respeito da oração (Mateus 7:7-11; Lucas 18:1-8; João 6:23-27; I João 5:14-15, etc.). E novamente, Paulo inclui aqui sua passagem a respeito da preparação para a batalha espiritual (Efésios 6:18)!

O quão importante é isso? Examinando novamente o caso de Pedro, vemos as palavras de Cristo a ele no Jardim do Getsêmane antes que o negasse. Ali, enquanto Jesus está orando, Pedro está dormindo. Jesus o desperta e diz: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mateus 26:41). Assim como Pedro, você quer fazer o que é certo mas não está encontrando forças. Precisamos seguir o alerta de Deus para continuarmos buscando, batendo, pedindo... e Ele nos dará a força de que precisamos (Mateus 7:7). Mas precisamos fazer mais do que simplesmente mencionar este recurso.

Não estou dizendo que a oração é mágica. Ela não é. Deus é tremendo. A oração é simplesmente reconhecer nossas próprias limitações e o poder inesgotável de Deus e nos voltarmos a Ele para que nos dê a força de que necessitamos para fazer o que Ele quer que façamos, não o que NÓS queremos fazer (I João 5:14-15).

(4) A Igreja – Este último recurso é novamente um que nós tendemos a ignorar. Quando Jesus enviou Seus discípulos, os enviou dois a dois (Mateus 10:1). Quando lemos a respeito das viagens missionárias em Atos, eles não saíram um de cada vez, mas em grupos de dois ou mais. Jesus disse que onde dois ou três estiverem reunidos em Seu nome, Ele lá estará no meio deles (Mateus 18:20). Ele nos ordena que não abandonemos nossa congregação como era costume de alguns, mas que usemos este tempo para nos encorajarmos mutuamente em amor e boas obras (Hebreus 10:24-25). Ele nos manda confessar nossas ofensas uns aos outros (Tiago 5:16). Na sabedoria da literatura do Velho Testamento, a nós é dito que assim como o ferro com ferro se aguça, assim o homem afia o rosto do seu amigo (Provérbios 27:17). “E o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.” O que é numeroso se fortalece. (Eclesiastes 4:11-12).

Algumas pessoas que conheço já viram irmãos ou irmãs em Cristo (se você é do sexo feminino) que se comunicam por telefone ou pessoalmente e compartilham como estão no caminhar cristão, como têm lutado, etc. E se comprometem a orar um pelo outro e são responsáveis em se sustentarem mutuamente na aplicação da Palavra de Deus em seus relacionamentos, etc.

Às vezes a mudança vem rapidamente. Às vezes, em outras áreas, ela vem mais devagar. Mas Deus nos prometeu que conforme fizermos uso de Seus recursos, Ele TRARÁ mudança em nossa vida. Persevere no conhecimento de que Ele é fiel às Suas promessas!

4 comentários:

Professor Érick disse...

Desde o início de nossa fé somos testados, provados e tentados, testados e provado pelo Senhor e tentados pelo desejo carnal, pelo mundo e sua pomposa roupagem de vislumbre e pelo Diabo, estes três agentes são esmagadoramente os piores inimigos que podemos enfrentar, pois nossa luta não é contra carne e nem contra o sangue, mas contra todo bojo de inimigos espirituais e psicológicos!!!
Prossigamos em santificação que resistiremos a toda e qualquer tentação!!!

Que Deus a abençoe

Amigo De Cristo disse...

Écio, a paz seja contigo amado irmão em Cristo!
Querido parabéns pela cadência do texto, é uma fonte para muitos que tem sede do alimento espíritual, que o Senhor cotinue sempre atuando em tua vida com o renovo da sabedoria, assim como abençoando sua vida e família em toos os sentidos possível.
Paz e graça de vosso conservo em Cristo (Amigo De Cristo ) Falbo.

A Tua palavra é A Verdade ! disse...

Seus comentário enriquecem o meu blog, obrigado pela visita e pelo amável comentário.

Quanto ao seu trabalho...SEM COMENTÁRIOS... sempre aprendo e sou edificado com seus textos inspirados e sempre abençoadores.

Seu conservo, Iveraldo Pereira.

Doce Rainha disse...

A paz!Vencer o pecado dia a dia , como os adictos agem para se manter limpos.Não deixa de ser um vício, pecar que está impregnado na natureza humana. Logo ter uma vida de ORAÇÃO e buscar agradar o coração de Deus.
Temos A BENÇA para concluir em A BENÇÃO falta o (O), de obediência, de Oração,etc. Assim teremos A BENÇÃO completa e chegaremos com Jesus na glória.
Jesus te ama e eu tb.